MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB

Instituto de Humanidades e Letras

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação – PROPPG

Grupo de Pesquisa “Trabalho, Cultura e Migrações no Ceará”

EDITAL GPTCM nº  01/2018

Seleção de bolsistas para Projeto de Pesquisa –  Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica – BICT/FUNCAP 2018-2019

Que liberdade é essa? Contradições e limites do processo de abolição e pós-abolição na Província do Ceará (1883- 1888)

 

  1. Sobre o Projeto

O Grupo de Pesquisa “Trabalho, Cultura e Migrações no Ceará” (GPTCM/Unilab) seleciona 2 bolsistas de Iniciação Científica (1 remunerado e 1 voluntário) para atuar no projeto: “Que liberdade é essa? Contradições e limites do processo de abolição e pós-abolição na Província do Ceará (1883- 1888)”. O coordenador da pesquisa é o professor do Instituto de Humanidades e Letras (IHL) do Ceará, Edson Holanda Lima Barboza

A pesquisa objetiva investigar o processo de pós-abolição no Ceará, Província que ficou conhecida pelo pionerismo na libertação dos escravizados, fato que impulsionou o movimento abolicionista em todo o Império do Brasil. O protagonismo do abolicionismo cearense levou José do Patrocínio a homenagear a terra alencarina com a denominação de “terra da luz”, contudo, contraditoriamente, apesar da vanguarda em relação ao contexto imperial, a libertação dos escravizados representou nos discursos oficiais o silenciamento da presença negra no período pós-abolição, como se, ao findar a escravidão, a presença negra também desaparecesse.

 

Assim, a partir da perspectiva teórica e metodológica da História Social, a pesquisa proposta busca na investigação de periódicos (Libertador, editado pela Sociedade Cearense Libertadora; A Gazeta do Norte e O Cearense, editados por grupos liberais e A Constituição, editado por conservadores) identificar indícios da atuação de negras e negros no Ceará durante o processo de abolição e pós-abolição, iniciado em 1883, até o fim da escravidão no Império em 1888. O registro de notícias, obituários e ocorrências policiais, contidos nos jornais, trazem fragmentos para compor um panorama da visibilidade negra. Investiga ainda em documentos oficiais (Relatórios e ofícios do Presidente da Província, Delegados, Subdelegados de polícia, Juízes e outras autoridades provinciais) as iniciativas para impedir a entrada de escravizados em fuga de outras províncias que buscavam refúgio no Ceará, a partir de 1883, após as repercussões dos primeiros atos abolicionistas, eventos que nos levam a problematizar as sombras que ofuscaram uma compreensão mais ampla das repercussões decorrentes da abolição da escravidão no Ceará.

 

  1. Requisitos exigidos aos candidatos (as) no processo seletivo:

– Estar regularmente matriculado do 4º ao 6º semestre no curso de Licenciatura em História;

– Não possuir reprovações em componentes curriculares em seu histórico escolar;

– Ter coeficiente de Índice de Desempenho do Estudante (IDE) igual ou maior que 7,0 (sete);

– Ter currículo cadastrado e atualizado na Plataforma Lattes do CNPq;

– Não possuir, na vigência da bolsa, vínculo empregatício ou outra modalidade de bolsa, excetuados bolsas e auxílios de assistência estudantil ou equivalente;

– Ter disponibilidade de, no mínimo, 12 horas semanais para o desempenho de atividades de pesquisa nos períodos da manhã e tarde.

 

  1. Inscrições e Seleção:

Data: 04 de abril de 2018 (Quarta-feira)                 Horário: 14 h

Local: Laboratório de Informática 2 – Unidade Acadêmica dos Palmares – Bloco 2 – 1º andar

 

  1. Etapas do processo seletivo (realizadas em 04 de abril no Laboratório de informática):

I – Envio do Histórico Escolar [10 pontos];

II – Breve redação indicando motivações e interesses para pesquisar a temática da abolição e pós-abolição no Ceará (Arquivo em Word:  texto entre 900 e 2 mil caracteres) – [10 pontos] ;

III- Transcrição de fonte histórica [10 pontos];

IV – Envio do currículo Lattes.

  1. Classificação:

*A classificação será obtida a partir da média das notas de Redação , do IDE registrado no Histórico Escolar e da Transcrição de  fonte histórica;

* Os (as) discentes que já fazem parte do Grupo de Pesquisa “Trabalho, Cultura e Migrações no Ceará” terão 1,0 (um ponto) de bônus somado à sua média de classificação;

* Em caso de empate será dada prioridade ao candidato (a) com maior idade, persistindo o empate, será considerada a maior quantidade de componentes integralizadas no Histórico Escolar;

* Ao candidato classificado (a) em 1º lugar será atribuída vaga de bolsista remunerado, ao 2º lugar será atribuída vaga de bolsista voluntário, ambos com as mesmas responsabilidades e obrigações definidas pelo Edital PROPPG UNILAB nº 01/2018. Os demais candidatos  (as) classificados  (as) irão compor cadastro de reserva e poderão contribuir com a pesquisa através da participação nas atividades do Grupo de Pesquisa “Trabalho, Cultura e Migrações no Ceará”.

 

 

  1. Disposições finais:

* A vinculação do (a) bolsista ao projeto terá vigência no período de 06 de abril de 2018 a 31 de março a 2019 (sujeito a modificações do cronograma da FUNCAP);

* As atribuições dos (as) bolsistas constam no Edital PROPPG UNILAB nº 01/2018;

* Todos os envolvidos na pesquisa (remunerados ou voluntários) devem participar das atividades do Grupo de Pesquisa “Trabalho, Cultura e Migração no Ceará” (CNPq/UNILAB) e realizar cadastro como membro do referido grupo;

* Os casos omissos serão analisados e resolvidos pelo Coordenador do projeto de pesquisa;

* O Resultado será publicado no site do curso de Licenciatura em História: http://historia.ihl.unilab.edu.br/

 

Acarape, Ce – 02 de abril de 2018

 

Prof. Dr. Edson Holanda Lima Barboza

Coordenador do Projeto de Pesquisa

 

Edital GPTCM nº 01.2018. Seleção de bolsista.. BICT FUNCAP. Prof. Edson Holanda

Resultado da Seleção de Bolsistas – Remunerado e Voluntário

Edital PROPPG nº 01.2018 – Seleção de Projetos de Pesquisa –  BICT FUNCAP

Outras informações:

Edital Proppg 01/2018 – BICT/Funcap

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *